Th10/characters setting.txt em Pt-Br

From Touhou Patch Center
Jump to: navigation, search
This page is a translated version of a page Th10/characters setting.txt and the translation is 100% complete.

Other languages:Arabic 0% • ‎Bulgarian 0% • ‎Czech 0% • ‎German 100% • ‎Greek 0% • ‎English 100% • ‎4Kids English 0% • ‎Esperanto 0% • ‎Spanish 1% • ‎Finnish 0% • ‎French 0% • ‎Irish 0% • ‎Galician 0% • ‎Swiss German 0% • ‎Hindi 0% • ‎Croatian 0% • ‎Hungarian 0% • ‎Indonesian 0% • ‎Italian 0% • ‎Japanese 100% • ‎Lojban 0% • ‎Korean 100% • ‎Latin 0% • ‎Luxembourgish 0% • ‎Malagasy 0% • ‎Norwegian Bokmål 0% • ‎Necarasso Cryssessa 0% • ‎Dutch 0% • ‎Norwegian Nynorsk 0% • ‎Polish 0% • ‎Portuguese 0% • ‎Brazilian Portuguese 100% • ‎Russian 0% • ‎Serbian 0% • ‎Thai 0% • ‎Tagalog 0% • ‎Klingon 0% • ‎Turkish 0% • ‎Ukrainian 0% • ‎Venetian 0% • ‎Vietnamese 0%
-------------------------------------------------------------------
○東方風神録 (Touhou Fuujinroku: Crônicas da Deusa do Vento Oriental) ~ Mountain of Faith.

Introdução aos Personagens e Spoilers


                 Líder da Team Shanghai Alice: ZUN
                               2007/08/17
====================================================================
■ 0. Consolidações
====================================================================
 ■ 1. História Extra
 ■ 2. Consolidação dos Personagens


Há muitos spoilers extremos aqui, até mesmo sobre o final.
Apenas olhe se você desistiu de completá-lo ou simplesmente não se importa com esse tipo de coisa.


             Mover para baixo 1000 ri a partir daqui
                ↓

































====================================================================
■ 1. História Extra
====================================================================


Santuário Hakurei em lindas cores outonais.
A tensão da ameaça da deusa da montanha de dominar o santuário havia desaparecido. De alguma forma, Reimu conseguiu convencer a nova deusa de Gensokyo a uma solução pacífica.
O santuário pode receber mais visitantes a partir de agora, pensou Reimu, soltando um suspiro de alívio.

Marisa "Eu trouxe algumas castanhas."

Reimu "Você voltou para a montanha?"

Marisa "Sim, porque é um outono de colheita."

Reimu "Não é problema meu se os tengus te pegarem."

Talvez encorajada por seus sucessos iniciais, Marisa continuou a esgueirar-se pela montanha para encontrar coisas interessantes.

Reimu "Eu nunca vi castanhas tão grandes antes."

Marisa "Encontrei este castanheiro realmente monstruoso.
Oh, eu ouvi um boato estranho também."

Reimu "Que castanhas são uma armadilha?"

Marisa "Não tem nada a ver com as castanhas...
Há um boato entre os tengus de que "há outro deus" no santuário daquela deusa do vento."

Os tengus e os kappas da montanha haviam se reconciliado com Kanako Yasaka e, portanto, o santuário foi autorizado a ficar. As palavras hábeis de Kanako haviam conquistado a montanha youkai, e parecia que ela já era reverenciada como a deusa da montanha youkai.
A fé deles em Kanako, que era bem dotada de traços divinos, foi um grande benefício para os youkais da montanha. A fé era a melhor maneira de tornar a vida pacífica e abundante.
O único aspecto preocupante da situação era que a montanha youkai se tornara bastante poderosa, ameaçando o equilíbrio de poder entre eles e os youkais no pé da montanha....

Reimu "Oh, Kanako não disse nada sobre isso?"

Marisa "Ela pode estar escondendo alguma coisa.
Embora ela não parecesse um personagem tão obscuro para mim.
Ela é muito alegre."

Reimu "Isso é verdade. Os deuses japoneses geralmente são alegres.
Ainda assim, é um pouco suspeito como ela conquistou a montanha youkai tão rapidamente...
Se realmente existe outro deus, talvez tenha algo a ver com isso."

Marisa "Suspeito."

De fato, Kanako não estava no santuário, mas no lago. Além disso, ela mesma disse que sua verdadeira residência não era o santuário, mas a própria montanha.

Nesse caso, que tipo de deus poderia estar vivendo no santuário interno do santuário?

Se já houvesse outro deus no santuário, isso não significaria que Kanako não seria capaz de usá-lo livremente?
Quanto mais elas pensavam sobre isso, menos elas entendiam. E assim, para esclarecer suas perguntas, as duas partiram novamente para o santuário no topo da montanha.




====================================================================
■ 2. Consolidação dos Personagens
====================================================================

--------------------------------------------------------------------
◇Personagens Jogáveis
--------------------------------------------------------------------

A Sacerdotisa do Paraíso:
Reimu Hakurei

Espécie: Humana
Habilidade: Capaz de flutuar no ar


A sacerdotisa muito familiar do santuário Hakurei.

Ela trata todo mundo basicamente da mesma maneira. No entanto, como seu trabalho é caçar youkais, ela assume uma postura bastante estrita contra youkais, mas na verdade é igualmente desinteressada por humanos e youkais.

Desta vez, há uma conspiração em torno de seus deuses. Ela pode ser a porta-voz deles, mas suas circunstâncias como caçadora de youkai são diferentes, então ela se sente um pouco perdida.


Uma Maga Comum
Marisa Kirisame

Espécie: Humana
Habilidade: Capacidade de usar magia

Uma maga comum vivendo em Gensokyo. Ela também tem uma mania de colecionar coisas.

Ela parece um pouco estranha, mas na realidade ela é a mais direta. Ela sempre usa roupas pretas porque acha que é isso que os usuários de mágica devem fazer e porque esconde muito bem a sujeira. Muito simples.

Desta vez, ela está apenas seguindo a liderança de Reimu, mas como esse não parece um incidente típico, ela decide ir à montanha primeiro enquanto pensa no que dizer quando atingir seu objetivo.



--------------------------------------------------------------------
◇Personagens Inimigos
--------------------------------------------------------------------

Sub-Chefe do Estágio 1: Símbolo de Solidão e Morte
Shizuha Aki

Espécie: Deusa das folhas de outono
Habilidades: Governar as folhas de outono

A irmã mais velha da chefe do estágio 1, Minoriko. Normalmente elas controlam o outono juntas como irmãs. Elas não são muito boas em lutar, mas pensaram que tinham vindo avisar e punir os humanos que vieram atrapalhar o outono.

Ela acredita que as cores do outono das folhas que mudam de cor são a melhor coisa do outono, e é preenchida com um senso de superioridade quando ela pode mostrar à sua irmã mais nova sua beleza. Quando o inverno chega, ela fica triste.



Chefe do Estágio 1: Símbolo de Abundância e Colheita

Minoriko Aki

Espécie: Deusa da Colheita
Habilidades: Governar a colheita abundante

A chefe do primeiro estágio e a irmã mais nova de Shizuha. Normalmente, elas governam o outono como irmãs. Ela é chamada para a vila como convidada especial no festival da colheita todos os anos. Se ela não for chamada antes da colheita, ela não poderá garantir uma colheita abundante, mas isso não é problema dela e ela não indicaria.

Ela sempre está rodeada por um doce aroma de frutas e outros itens de colheita, e tem um complexo de superioridade em relação à irmã mais velha. Quando o inverno chega, ela fica triste.




Chefe do Estágio 2: Nagashi-bina do Deus Oculto

Hina Kagiyama

Espécie: Deusa do infortúnio
Poder: Acarretar infortúnios

Chefe do trágico exército de bonecas Nagashi-bina. Ela armazena todas as maldições que são expulsas durante exorcismos. Mesmo aqueles que não têm experiência espiritual real podem dizer que ela está cercada de maldições.

Qualquer humano ou youkai ao seu redor terá azar. No entanto, ela mesma nunca tem esse problema. Isso afeta apenas aqueles ao seu redor. Hina faz o possível para garantir que o azar não caia sobre os humanos outra vez.




Chefe do Estágio 3: Super Ogiva Youkai

Nitori Kawashiro

Espécie: Kappa
Habilidades: Manipular água

Uma kappa que vive na Montanha Youkai. Há muito tempo, os kappas não deixam serem vistos pelos humanos, mas como costumam se esconder para observar os humanos, gostam de pensar que estão em boas relações com os humanos.

Ela pode mudar de atitude ou de fala de repente e possui uma personalidade bastante estranha, mas é inesperadamente tímida. Ela foge no momento em que vê um humano.

Como ela é louca por engenharia, sempre que vê algo feito pelo homem, ela desmonta-o e junta-o novamente. Por causa disso, suas roupas estão cheias de ferramentas.

Ela queria afugentar Reimu e os outros que haviam entrado na montanha, mas isso é apenas porque ela acreditava que havia algum tipo de emergência ocorrendo na montanha, e ela pensou que os humanos estariam em perigo.


No final, como Reimu e companhia não seguiram seus conselhos, Nitori secretamente decidiu deixá-los entrar na montanha. Ela pensou que seria interessante vê-los interagir com a nova deusa misteriosa.

Como resultado da batalha que se seguiu, a kappa passou a aceitar a nova deusa da montanha.




Sub-Chefe do Estágio 4: A Pequena Patrulha Tengu
Momiji Inubashiri

Espécie: Lobo Branco Tengu
Habilidade: Ver mil ri à frente

Uma tengu que patrulha a Montanha Youkai. Graças aos seus sentidos superiores de visão e olfato, ela pode detectar qualquer intruso em um instante. Quando ela descobre invasores, tenta intimidá-los com ataques simples e, uma vez que eles não conseguem lidar com os invasores, eles reportam ao Grande Tengu.

Suas forças geralmente estão esperando atrás da cachoeira. Ela tem uma personalidade muito cooperativa e executa fielmente seus deveres. Isso é incomum para um youkai, mas não incomum na sociedade tengu.

No entanto, ela geralmente tem muito tempo livre, pois a Montanha Youkai não recebe muitos intrusos. Enquanto aguarda ordens, ela gosta de jogar um jogo bastante demorado chamado Dai shogi com a kappa nas proximidades.

É difícil para os youkais de vida longa encontrar boas maneiras de passar o tempo.




A Tengu Mais Próxima da Vila

Aya Shameimaru

Espécie: Corvo Tengu
Habilidade: Manipular Vento

Uma repórter na Montanha Youkai. Uma tengu que normalmente escreve notícias locais sobre as meninas de Gensokyo.

Desta vez, ela recebeu notícias do lobo branco tengu que um intruso havia entrado na montanha. Normalmente, os tengus lobo branco são cobrados pelo grande tengu para patrulhar a montanha, e conduzir negociações e operações defensivas.

No entanto, nesse caso, o grande tengu decidiu convocar esse membro da mídia de informação para conduzir negociações. Inclinando a cabeça para um lado em dúvida, ela foi para a cena do evento, onde sua confusão foi imediatamente dissipada.

A intrusa era uma das garotas que ela estava sempre cobrindo em seu jornal.

Em outras palavras, o grande tengu entendeu que Aya tinha o conhecimento mais profundo do intruso e tinha a melhor chance de ser informada abertamente qual era o objetivo do intruso.


Aya pegou leve com o intruso, fez uma demonstração de vigorosa defesa e perdeu de propósito. Afinal, se ela deixasse o intruso entrar na montanha sem lutar, provavelmente seria suspeita de ser cúmplice dos humanos.

Aya fingiu perder para os humanos e os guiou ao misterioso santuário que aparecera recentemente. Ela relatou aos superiores que os intrusos não tinham assuntos com a sociedade tengu, mas estavam interessados no santuário enigmático e problemático que surgira ultimamente.

O grande tengu pegou o seu relatório, e em seguida, elogiou Aya por transformar uma ameaça potencial em uma oportunidade.
Ele então ordenou que a subalterna Inubashiri continuasse sua observação dos humanos e fosse investigar o santuário da deusa misteriosa.


Segundo o relatório de Inubashiri, a deusa misteriosa e os humanos haviam travado uma batalha, mas era realmente um evento lúdico onde as duas partes pareciam estar se divertindo. Suas respectivas personalidades eram brilhantes e mantinham a cabeça nivelada. Havia pouco ou nenhum perigo real - ao contrário, ao manter um relacionamento amigável com o santuário, o youkai da montanha poderia estar melhor no final.

Depois disso, o chefe dos tengu, Lorde Tenma, entrou em negociações secretas com a deusa da montanha.
Os detalhes de suas discussões não foram divulgados ao público, mas se soube que eles haviam concordado em compartilhar a montanha uns com os outros e buscar relações amistosas.


Desde então, os tengus e os kappas passaram a ter fé em sua nova deusa.
No entanto, foi realmente mais um acordo para celebrar todos juntos do que uma questão de fé.




Deificada Humana do Vento

Sanae Kochiya

Espécie: Humano
Ocupação: Sacerdotisa do Vento
Habilidade: Causar milagres

Uma humana que possui o conhecimento de uma arte herdada secretamente.
Ela tem uma personalidade muito direta, por isso confia bastante em suas próprias habilidades.
Às vezes, talvez tenha um pouco de confiança demais.

As Sacerdotisas do Vento eram originalmente devotas da deusa do vento, mas como usavam suas habilidades secretas para criar milagres, como convocar o vento e a chuva, as pessoas ao seu redor começaram a acreditar nesses humanos com habilidades misteriosas.

Em suma, com o tempo, as pessoas começaram a confundir os milagres causados pela deusa do vento como sendo causados por elas.

Além disso, como guardiões de segredos, elas começaram a acumular fé e a serem tratados como deusas, mesmo sendo humanas. Elas se tornaram deuses vivos.

Quando jovem, Sanae havia dominado os segredos para invocar milagres passados apenas através de uma tradição oral. Uma jovem que pudesse invocar o poder dos milagres certamente colecionaria grandes quantidades de fé --- seria de esperar.

No entanto, o mundo exterior havia mudado bastante. Até a fé em deuses com muitas virtudes divinas estava diminuindo rapidamente. Havia poucos que adorariam até um deus vivo que atingira a divindade durante sua vida como humano.


Embora ela realmente não tivesse muita fé, Sanae foi capaz de viver como um ser humano normal sem verdadeiros problemas, mas isso não serviria para a deusa que ela adorava, Kanako.

Quando as pessoas perdem a fé nos deuses, os deuses perdem seu poder. Eles não podem manifestar suas virtudes divinas. Isso é o mesmo que a morte, para um deus.

Kanako tomou uma decisão. Havia limites para a quantidade de fé que poderia vir dos humanos. A partir de agora, ela também teria que olhar para os youkais como uma fonte de sua fé.

Sanae ficou surpresa ao ouvir os detalhes de seu plano: um mundo chamado "Gensokyo" existe em nossa nação desde tempos imemoriais. Dizem que este mundo ainda existe, escondido. Gensokyo coletou várias coisas que se perderam - ou se tornam fantasia - no mundo exterior. Pode-se dizer que mesmo a fé das pessoas em deuses está se mudando para Gensokyo.
E assim, Kanako decidiu mover seu santuário para Gensokyo. Ela diria adeus ao mundo dos humanos.


Sanae tinha medo de deixar o mundo dos humanos, mas como uma pessoa com o poder de invocar milagres, ir a um mundo de milagres era uma das partes divertidas.

Ela não levou os humanos de Gensokyo a sério. Ela pensou que se elas ameaçassem o único santuário em Gensokyo, o Santuário Hakurei, o próprio Gensokyo se submeteria a todos os seus desejos. Ela foi entregar sua mensagem ameaçadora a Reimu e depois foi derrotada.

Os humanos que viviam em Gensokyo eram mais problemáticos do que ela imaginava, e com o tempo ela aprendeu sobre o poder que eles possuíam também.

Aqui, ela não era nada de especial.
Ela percebeu que tinha passado de ser um deus encarnado para apenas um ser humano normal.
Tudo o que ela podia fazer agora era viver uma vida normal e pacífica como humana de Gensokyo.





Chefe do Estágio 6: O Avatar das Montanhas e Lagos

Kanako Yasaka

Espécie: Deusa
Habilidade: Criar os céus

A deusa que, junto com seu santuário, se mudou recentemente para a Montanha Youkai.

Por causa de seu nome 'Yasaka' (inúmeras colinas), ela é considerada uma divindade da montanha, mas na verdade é uma divindade do vento e da chuva.
Ela controla a chuva e os ventos. Em outras palavras, ela foi adorada como uma deusa da agricultura.

A sequência de eventos que a levaram a ser adorada como uma divindade da montanha é extremamente complicada e os únicos que sabem a verdade são Kanako e Suwako.


A marca registrada de Kanako 'shimenawa' (corda fechada) representa a figura de uma cobra entrelaçada. A cobra, que constantemente lança suas escamas, simboliza ressurreição, renascimento e eternidade.

No entanto, os humanos conheceram a mortalidade e começaram a descrer na eternidade.
Mesmo na agricultura, eles continuaram a adquirir habilidades que desafiavam a chuva e os ventos.
Eles aprenderam que as montanhas foram criadas a partir de vulcões e mudanças na crosta terrestre. Eles se tornaram capazes de atravessar montanhas com facilidade e sem perigo.

Sim, os humanos começaram a acreditar em ciência e informação.
Paralelamente, a fé que eles tinham em deuses como Kanako continuava diminuindo.


Kanako procurou uma maneira de recuperar a fé.
E ela teve uma grande aposta.
Que foi: "transformar o santuário em algo de fantasia no mundo dos humanos, e coletar fé em Gensokyo".

Embora isso significasse que ela perderia toda a fé que ainda restava no momento, e assim, perderia temporariamente seu poder, dessa maneira tinha mais potencial. Ela escolheu um futuro com potencial, em vez das glórias em ruínas do passado.



--E assim, seus planos pareciam ter sucesso.
O santuário foi aceito em Gensokyo mais suavemente do que ela esperava, e ela rapidamente começou a ser adorada como a divindade da Montanha Youkai.

Embora ela tivesse suas dúvidas de vez em quando com a suavidade excessiva, uma vez que ela viu como Gensokyo funcionava, ela acreditava entender por que as coisas estavam tão bem.

Em Gensokyo, havia um santuário chamado Santuário Hakurei.
Embora esse santuário tenha perdido quase completamente toda a sua fé, era popular entre os youkais e dizia-se que sempre havia alguns youkais frequentando-o.

Para os youkais, o santuário parecia ter se tornado um playground adequado.

Além de se tornar um objeto de adoração, Kanako também foi aceita como companheira de brincadeira dos youkais.
Festas eram realizadas quase todas as noites.

Na verdade, brincar juntos era o que os deuses desejavam. Festivais eram locais para humanos e deuses brincarem juntos. Ao esquecer a vida cotidiana e se reunir para brincar, deuses e humanos ganharam o sentimento de solidariedade dentro de uma comunidade. Mesmo se os humanos fossem trocados por youkais, era o mesmo.

Esse era exatamente o tipo de fé que Kanako desejava.




No entanto, o conhecimento que Kanako possuía sobre Gensokyo era limitado.

Ela não sabia que entre os youkais de Gensokyo, existiam vários poderes. No entanto, ela coletou a fé da Montanha Youkai e alcançou grande virtude divina. Ela não percebeu que isso significava que o poder da Montanha Youkai, em outras palavras, os tengus e os kappas, estava se tornando muito grande.
Com isso, havia o medo de que o equilíbrio de poder do tranquilo Gensokyo entrasse em colapso.

Kanako pensou que, para manter o equilíbrio de Gensokyo, agora ela deve adquirir a fé dos youkais e dos seres humanos debaixo da montanha.

Para conseguir isso, ela deve utilizar o Santuário Hakurei, caso contrário as coisas não irão bem. Muito restou antes que ela pudesse recuperar a mesma quantidade de fé que tinha no mundo exterior.





Chefe Extra: O Topo Dos Deuses Nativos

Suwako Moriya

Espécie: Deus
Habilidade: Criar terra

A verdadeira deusa do Santuário de Moriya(守矢). Ela é a Deusa das Montanhas, e já foi a líder de muitos deuses que viviam nas Montanhas.

Durante os tempos antigos, ela era uma deusa no controle dos "Mishaguji". Mishaguji eram deuses amaldiçoados que obtiveram enormes quantidades de fé, amaldiçoando o nascimento, a colheita, as forças armadas e muitas outras coisas. Iluminar esses deuses temíveis levaria a punição divina. A única capaz de domar esses deuses era Suwako. Por causa disso, ela ganhou uma quantidade extraordinária de fé e cultivou um reino como sua governante enquanto ainda era uma deusa.

No entanto, muitos outros deuses de Yamato (antigo Japão) invadiram seu reino. Um desses deuses era Kanako. Os muitos deuses de Yamato conquistaram continuamente o pequeno reino por si mesmos. Eles disseram que finalmente unificariam todos os países e criariam um único país chamado Japão.


Naturalmente, Suwako resistiu e lutou com as melhores armas de ferro da época. No entanto, Kanako estendeu uma videira fina, e o grande arsenal de ferro de Suwako enferrujou instantaneamente. Suwako percebeu a diferença em seus poderes divinos e sua derrota. Ela corajosamente perdeu e abandonou seu reino.

E assim, Kanako conseguiu o reino de Moriya(洩矢).


No entanto, o povo de Moriya (洩 矢) não podia esquecer o medo de seus deuses nativos, Mishaguji, e eram incapazes de aceitar sua nova deusa.

Kanako pensou que não poderia ganhar a fé do povo e desistiu de fazer o reino dela. Em vez disso, ela chamou um novo deus e o combinou com a deusa de Moriya (洩 矢). Dentro do reino, esse novo deus foi chamado Moriya (守 矢), mas foi chamado por um nome diferente fora do reino. Dessa forma, parecia que estava governando o reino. Moriya (守 矢), é claro, é Moriya (洩 矢). E assim Kanako emprestou os poderes de Suwako e silenciosamente governou como a Deusa das Montanhas.


O novo deus que se dizia ter reinado sobre o reino era um deus apenas em nome, existindo apenas para preservar a lenda de Yamato. Na realidade, Suwako continuou a governar o reino. Embora os deuses do mundo moderno tenham sido substituídos principalmente pelas lendas Yamato, ela ainda está em sua forma original, reunindo discretamente fé.



No entanto, a fé que ela reuniu ao longo das épocas está desaparecendo lentamente com a introdução da era da ciência.

Suwako não se importava muito, mas Kanako entrou em pânico e mudou o santuário inteiro para Gensokyo.

Suwako não sabia o quão bem ela poderia sobreviver em Gensokyo, mas ela decidiu apreciá-lo como sua diversão final. A razão pela qual ela não discutiu com Kanako por abandonar o reino e ter vindo para Gensokyo foi porque ela não tinha arrependimentos no mundo exterior. Haviam poucas pessoas que sabiam o nome dela.

Afinal, até mesmo a humana mais próxima de Suwako, Sanae, não sabe muito sobre ela.

Atualmente, Sanae é a Sacerdotisa do Santuário de Kanako, mas a razão pela qual ela pode criar milagres é porque ela é a descendente distante de Suwako. Apesar disso, ela parece não entender por que existem duas deusas em seu próprio santuário.

Suwako não se importava mais se ela estava destinada a ser esquecida. Ela é realmente grata a Kanako, pois parece que ela poderá desfrutar de uma segunda vida em Gensokyo.




Agora, Kanako é a Deusa do vento, mas por que uma corda com padrão de cobra é sua marca registrada?

Existem duas razões.

A primeira é porque a cobra simboliza a reencarnação. Era para se opor ao medo de Mishaguji.


E a segunda razão é porque... Ela queria enfatizar casualmente o fato de ter vencido Suwako.

Por que, você pergunta? Suwako é uma deusa que assume a forma de um sapo, e as cobras comem sapos. Os rituais do novo reino incluíam sacrificar sapos para afirmar que "A Cobra agora governa esse reino no lugar do Sapo".


Esta é uma das razões pelas quais Suwako e Kanako discutem muito.

Elas compartilham interesses comuns e são realmente muito boas amigas.